Venture debt

Venture Debt: Saiba o que é e como surgiu

Um dos principais desafios dos empreendedores é conseguir boas fontes de crédito quando precisam inovar em seus negócios.

Isso porque as opções mais tradicionais do mercado oferecem poucos benefícios para quem quer empreender. Felizmente uma nova modalidade de crédito surgiu recentemente no Brasil, chamada de Venture Debt.

Você ainda não conhece o Venture Debt? A seguir explicaremos tudo sobre esse modelo de crédito muito comum no exterior, mas que está começando agora no Brasil e pode ser a solução que você esperava para inovar seu negócio.

O que é Venture Debt?

O Venture Debt, também chamado de Venture Lending e considerado um tipo diferente de Venture Capital, é uma modalidade de crédito.

O diferencial deste tipo de crédito está no foco e adaptação para PMEs e startups inovadoras. Portanto, é o modelo de crédito perfeito para aquele momento de grande transformação da empresa.

Além de ser específico para empresas inovadoras, o Venture Debt não é oferecido como uma linha de crédito tradicional. Ele normalmente pode ser obtido em fundos de investimento.

Isso faz com que esse modelo de crédito tenha uma melhor flexibilidade em relação à operação, principalmente no prazo, fluxo de pagamento, garantias, mecanismos remuneratórios e taxas de juros.

Outra grande peculiaridade desse tipo de crédito é a forma como o Venture Debt é remunerado quando comparado ao crédito tradicional.

No método tradicional, a remuneração é dada a partir de juros, já no Venture Debt isso ocorre por meio de juros (que podem ser variáveis em algumas condições especiais) e também pelo kicker.

O kicker, que está totalmente atrelado a esse tipo de operação, é uma forma de remuneração que considera o crescimento da empresa.

Geralmente, esse item possui um valor de referência para que a remuneração do crédito ocorre com cobrança devida.

Contudo, a melhor característica dessa modalidade de crédito sem dúvidas é a inteligência e criatividade, já que o crédito é movido pelo poder da inovação.

Vantagens do Venture Debt

Algumas vantagens do Venture Debt são:

  • Fornece capital de crescimento com diluição mínima.
  • Menos restritivo que os bancos quanto ao montante emprestado, prazo e garantias pessoais.
  • Estrutura de capital mais equilibrada e menos onerosa.
  • Fortalece o balanço e aumenta a liquidez.

Em suma, o empreendedor consegue com o Venture Debt uma opção de crédito com custo compatível ao sucesso da estratégia e capacidade de pagamento da empresa.

Ao mesmo tempo, o investidor tem a oportunidade de realizar operações mais seguras e estruturadas, se comparado a outros tipos de investimentos semelhantes.

Como surgiu o Venture Debt

O Venture Debt surgiu nos Estados Unidos e na Europa há aproximadamente trinta anos. Contudo, só agora esse conceito de financiamento de ideias inovadoras surgiu no Brasil.

No exterior, esse conceito apareceu entre a década de 70 e 80, quando empresas como a Sun Microsystems, Apple e Genentech apresentaram um bom retorno para investidores do modelo Venture Capital.

Por um bom tempo, esse conceito de crédito foi tido como Leasing, uma opção ainda limitada para financiar empresas que é oferecida por instituições financeiras e bancos.

Até que profissionais especialistas em desenvolvimento inovador pensaram no potencial de criar um crédito que acompanhe a inovação das empresas, criando assim o Venture Debt.

Quais são os tipos de crédito mais comuns?

Os modelos de crédito mais tradicionais para empresas em transformação, com estratégias inovadoras ou com grande potencial de crescimento, são o Venture Capital e o Private Equity.

O Venture Debt ainda está em expansão no país, embora seja bem parecido com o Venture Capital em se tratando de objetivo.

O Venture Capital é destinado a startups e PMEs com grande potencial de crescimento, porém, que precisam de capital para apresentar uma inovação ou colocar uma ideia inovadora em prática.

Por isso, esse tipo de investimento sempre possui um alto risco, mas com isso o lucro também tem um potencial maior.

Já o Private Equity é a modalidade direcionada para empresas que já possuem uma certa consolidação no mercado.

Contudo, é uma alternativa interessante para empresas que são mais maduras, mas que precisam de recursos para alavancar o crescimento empresarial.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *